Vamos Falar Sobre Comédia?

Fiquei tão afastado desse blog que até esqueci de sua existência. Na realidade, por conta das redes sociais – principalmente do famigerado Facebook – fiquei com ‘bode’ profundo de qualquer tipo de exposição, mesmo que com objetivos claros de divulgação de um trabalho autoral/artístico (seja lá exatamente o que isso queira dizer).

O excesso de pessoas imbecis com opinião sobre absolutamente tudo, que acham que sabem escrever e tem necessidade quase doentia de se manifestar on line me fez perguntar:

– Por que, diabos, alguém iria querer ler o que eu escrevo? Estaria interessada no meu trabalho? Essas pessoas tem tantas coisas para dizer ao mundo (mesmo que menos de 1% do que seja ‘dito’ seja de fato interessante).

Depois, então, que meu filho de 13 anos me disse que Facebook era coisa de velho, eu com recém completados 50 anos decidir sair de vez dessa Rede Social. Queria tudo menos me sentir AINDA mais velho.

Somou-se a isso o fato de recentemente ter mergulhado numa pesquisa sobre hackers e espionagem digital para ficar com total paranóia de ter a minha vida exposta ou invadida.

E para piorar um pouco mais, o fato de trabalhar na televisão e para uma emissora que tanta gente odeia, só aumentava o meu senso de auto-preservação. Talvez fosse melhor ficar quieto, na minha.

A essa altura, se você teve paciência de chegar até esse parágrafo, deve estar se perguntando:

– Então, por quê esse idiota voltou a escrever num ah-que-coisa-mais-cafona-BLOG? Cansou de se esconder?

Não. Percebi que faria sentido escrever não para divulgar meu trabalho (coisa, aliás que duvido um pouco que um BLOG possa fazer no meu caso). Percebi que eu tinha um conteúdo que fazia sentido ser compartilhado, que poderia ajudar de graça outras pessoas interessadas em escrever comédia.

Sempre tive essa vontade de compartilhar o pouco que eu sei sobre comédia. Tanto que traduzi há mais de 15 anos atrás o livro STAND UP COMEDY – THE BOOK de Judy Carter e o disponibilizei para download em um antigo site pessoal.

Fiz isso depois de baixar diversos roteiros de séries em sites norte-americanos. A internet deles é bem mais interessante que a nossa (não só a internet, na verdade). Senti que estava em dívida com a rede.

Essa vontade voltou agora com mais força depois de eu me dar conta do quanto eu uso a internet (principalmente os tutoriais do youtube) para aprender desde inglês, a como tocar uma música no piano ou na guitarra e mais recentemente dicas de gravação de áudio e mixagem. E tudo isso absolutamente GRÁTIS.

É incrível! E eu senti que queria fazer parte dessa rede que usa a internet para coisas mais úteis do que postar sua foto com um famoso ou o prato que você comeu no almoço em algum restaurante da moda (nada contra dependendo do restaurante e do prato – boas dicas devem ser compartilhadas).

Pensei primeiro em fazer um canal no Youtube. Mas ainda estou tentando perder a timidez de falar para uma câmera e estudando o melhor jeito de exemplificar as aulas sem infringir nenhuma lei de direitos autorais (ainda mais eu mesmo sendo autor).

Cheguei a conclusão que a melhor forma de começar seria fazendo o que eu já sei (ou acho que sei): escrever.

Esse post inicial é para anunciar essa mudança. O próximo conterá as primeiras dicas para se escrever humor, comédia, piadas, ou resumindo, fazer as pessoas rirem.

De cara, já posso adiantar uma coisa. Uma pessoa “boazinha” jamais escreverá boa comédia. Se você não tem algum tema que lhe incomode, alguma espécie de revolta dentro de si, raiva do mundo, de alguém, de um tema, DESISTA. Comédia é para pessoas com opiniões fortes. Por que toda boa comédia precisa de um alvo. E é bom, hoje em dia, que você escolha os alvos certos. O mundo politicamente correto tornou a comédia mais difícil. E, sinceramente, posições racistas, machistas e misóginas são babacas mesmo.

Algumas dicas de bibliografia:

  1. O RISO de Henri Bergson (OBRIGATÓRIO)
  2. Writing Television Sitcoms: Revised and Expanded Edition of the Go-to Guide by Evan S. Smith (OBRIGATÓRIO)
  3. The Eight Characters of Comedy: Guide to Sitcom Acting And Writing by Scott Sedita (OBRIGATÓRIO)
  4. Stand Up Comedy – The Book de Judy Carter.
  5. Comedy Bible de Judy Carter
  6. The Comic Toolbox: How to Be Funny Even If You’re Not by John Vorhaus
  7. Comedy Writing Step by Step: How to Write and Sell Your Sense of Humor by Gene Perret
  8. Step by Step to Stand-Up Comedy by Greg Dean

Sim, os livros estão em sua ordem de importância na minha opinião. Sim, quase todos são em inglês. Mas o bom, nesse caso, é que eu já li todos eles e poderei te dar uns atalhos em português mesmo.

O RISO pode ser encontrado em PDF numa pesquisa simples na internet. Baixe e devore o mais rápido possível. E me pergunte o que você não entendeu, se for o caso.

Abordarei um resumo desse livro aqui também.

Se você gostou desse post e conhece alguém com interesse em escrever ou fazer comédia de alguma forma, ajude a divulgar.

Até o próximo post!

Advertisements

3 thoughts on “Vamos Falar Sobre Comédia?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s